05/09/2017

05/09/2017

Xiaomi Mi A1 - o smartphone que poucos acreditavam ser possível


Os rumores de que a Xiaomi estaria a preparar um smartphone com Android One confirmaram-se, e mesmo não sendo o modelo sem margens que alguns esperavam (isso será reservado para o Mi Mix 2) é um smartphone que até vem com câmara dupla e seguramente não vai desapontar.


A Xiaomi já conquistou fama mundial com os seus smartphones que combinam uma excelente qualidade de construção com um preço bastante competitivo, e não faltam fãs do seu MIUI; ainda assim, há muitos outros fãs que apreciam os seus produtos mas prefeririam que os mesmo viessem equipados com um Android sem modificações, e é precisamente isso que agora podem ter com o Mi A1.

O Xiaomi Mi A1 é um smartphone com características que agora se vão tornando cada vez mais comuns (na prática é um Mi 5X), com ecrã Full HD de 5.5", Snapdragon 625, 4GB+64GB, câmara dupla de 12MP+12MP (uma com lente 2X), câmara frontal de 5MP, bateria de 3080mAh e sensor de impressões digitais na traseira - mas que reserva a sua principal diferença para o facto de vir com Android One.

Ter um Android "puro" com actualizações directas da Google faz com que, neste momento, seja lançado com Android 7.1.2, mas já esteja garantida a actualização para Android 8.0 Oreo até ao final deste ano - e a Xiaomi vai ainda mais longe, adiantando já que também será um dos primeiros smartphones a receber o próximo Android P no próximo ano.

Este é um smartphone cujo principal mercado será a Índia, onde estará disponível por 14999 rupias (cerca de 196 euros) mas que a Xiaomi também irá disponibilizar em dezenas de países por todo o mundo, incluindo alguns Europeus como a Grécia, Polónia, República Checa, etc. Infelizmente, Portugal não está na lista, pelo que os interessados continuarão a ter que recorrer ao mercado paralelo - algo a que já estarão habituados.


É pena... teria sido uma oportunidade de luxo trazer o Mi A1 de forma oficial para o nosso país, onde até mesmo com um preço de 240-250 euros não teria tido dificuldade em atrair clientes e contribuir para dar maior visibilidade ao Android One.

Publicado originalmente no AadM

0 comments:

Publicar um comentário