11/10/2016

11/10/2016

Galaxy Note 7 - Game Over


A Samsung reconheceu que já não vale a pena tentar recuperar a imagem do Galaxy Note 7 depois de todos os incidentes que têm acontecido, e anunciou que vai cancelar definitivamente a sua produção.

O recente caso em que um dos seus representantes foi apanhado a tentar esconder o problema de que também os novos Galaxy Note 7 de substituição estão a incendiar-se espontaneamente, terá sido a gota de água. Com diversos operadores a nível mundial a suspenderem as vendas do Note 7 e a cancelarem o processo de troca das unidades originais, oferecendo o reembolso ou a troca por outros smartphones, a Samsung enfrentaria uma batalha cada vez mais difícil (impossível?) de vencer para tentar demonstrar que os seus Galaxy Note 7 já seria seguros - e mais importante, reconquistar a confiança do público.

Embora já se tenham assistido a "recalls" desastrosos (como no caso das dezenas de milhões de unidades de airbags) no sector mobile este caso do Galaxy Note 7 tornar-se-á certamente num caso que será falado durante muitas décadas e que poderá tornar-se num exemplo de como as "pressas" podem ser fatais - neste caso para a reputação daquele que deveria ser o topo-de-gama da Samsung.

O Galaxy Note 7 tinha tudo o que precisava para ser um sucesso: hardware de topo, um design bem conseguido, o melhor ecrã mobile do momento, funcionalidades para "tudo e mais alguma coisa"; e mesmo tendo um preço elevado, não havia falta de pessoas dispostas a comprá-lo. Mas os relatos de unidades a incendiarem-se espontaneamente depressa revelaram ser mais que uns simples casos isolados, dando origem a uma embaraçosa operação de recolha mundial e, quando se pensava que tudo estaria prestes a ficar resolvido, eis que também as novas unidades corrigidas continuam a exibir o mesmo problema.

Depois dos "biliões" de custo com a operação de recolha, a Samsung terá agora que somar mais alguns biliões para o cancelamento total da produção e comercialização do Note 7. Mas, infelizmente, era a única opção que lhe restava, pois mesmo até os seus maiores fãs dificilmente aceitariam o risco de ter um smartphone explosivo em suas casas ou perto da sua família.


Vai ser interessante ver que plano de recuperação de imagem a Samsung irá fazer a seguir... pois o efeito deste incidente não vai terminar com o fim da produção do Note 7, e vai deixar suspeitas sobre todo e cada novo modelo que a Samsung lançar nos próximos anos.


... É pena, pois o Galaxy Note 7 era mesmo um excelente smartphone... (e agora passará a ser uma verdadeira raridade e peça de coleccionador, que quase valeria a pena ter... se os riscos não fossem tão elevados.)

Publicado originalmente no AadM

0 comments:

Publicar um comentário