21/08/2017

21/08/2017

Os melhores tarifários para as férias


Passar umas semanas longe de casa e do trabalho tem como efeito secundário um maior consumo de dados, pelo que se torna necessário contemplar o recurso a um plano especial que nos liberte das limitações do nosso plano de dados habitual.


O período de férias é aproveitado por muitos para se desligarem das suas rotinas habituais, mas hoje em dia é também sinónimo de um consumo acrescido de dados, razão pela qual muitas vezes se precisa de reforçar os gigabytes disponíveis.

Aqueles utilizadores que já tiverem a sorte de usar um tarifário com 5GB (ou mais de dados) até se poderão sentir razoavelmente confortáveis para enfrentar uma semana ou duas longe de casa sem problemas, mas a maioria das pessoas ainda terá tarifários com 500MB ou 1GB. Isso poderá ser suficiente para o seu dia-a-dia habitual, com WiFi em casa e no local de trabalho, mas... torna-se insuficiente para ser usado durante as férias.

Uma opção será mudarem para um tarifário com mais dados; mas outra, mais simples, será recorrer a um plano adicional de dados apenas para esta época (ou outras ocasiões em que precisem de dados extras durante um período específico de tempo).


Vodafone



Na Vodafone, a proposta recai sobre o Vodafone Go. Este tarifário de dados dá-nos 30GB para usar, começando nos 15 euros para 15 dias (podem pagar 10 euros, mas nesse caso ficam com apenas 5 dias de utilização).  É o ideal para quem tiver um smartphone dual SIM e puder usar os dados deste cartão no segundo slot, ou se tiverem uma pen 4G, ou tablet com 3G, ou até um segundo smartphone que desejem usar como hotspot mobile para dar internet a toda a família e amigos durante o Verão.


NOS



A NOS tem oferta idêntica com o seu Kanguru Livre XL, com 15 dias de net despreocupada por 15 euros,  apenas com a diferença de - sem surpresas - continuar a apostar no "ilimitado" como elemento de marketing. Como a palavra ilimitada é perigosa, a táctica é dizer que se tem "todo o tráfego incluído*" - com o asterisco a remeter para a excepção de que afinal pode haver limites.

... Já era tempo de serem mais claros, e assumirem desde logo um valor limite, como a Vodafone fez no seu tarifário - senão, permanecemos na incógnita de: será que posso gastar uns gigabytes a ver uns filmes e séries na Netflix; ou será que vou levar com o limite "excepcional" e ficar sem dados quando mais precisar deles?


MEO



E como não há duas sem três, o MEO oferece também condições idênticas às dos outros operadores, disponibilizando 30GB para 15 dias por 15 euros.

Embora se tenha a ideia de que agora temos roaming gratuito na Europa, nas condições deste tarifário surge a indicação de que, para a utilização em roaming existe um limite de 3.5GB de "utilização responsável". Pelo que... se forem para fora, tenham isso em consideração (nos outros tarifários não vi isso expresso de forma tão visível, mas é provável que também façam o mesmo).


Opção de dados extra nos tarifários normais... precisa-se!


Por fim, apenas um desabafo que acaba por ser uma sugestão para estes operadores. Se estão a oferecer estas condições nos planos de dados mobile, porque motivo não oferecem condições idênticas como "extra" nos seus tarifários normais de voz e dados? Seria muito mais simples para os clientes poderem pagar 15 euros e adicionar 30GB de dados por 15 dias ao seu tarifário habitual, do que obriga-los a usar um cartão diferente. Noutros anos chegamos a ter campanhas especiais de dados extra para o Verão... e penso que terão tido adesão suficiente para mostrar que há interesse nisso.

Se já não for a tempo de ter efeito para estas férias... pelo menos que pensem nisso para o próximo ano.

Publicado originalmente no AadM

0 comments:

Publicar um comentário