18/09/2017

18/09/2017

Chiron, ou como a Xiaomi vai reestabelecer o equilíbrio da força


O facto de a Xiaomi lançar smartphones uns atrás dos outros, não é propriamente novidade, pois esta sempre foi uma das formas de actuação da marca Chinesa. Apresentar um modelo e apenas alguns meses depois, uma versão melhorada do mesmo, tem sido uma das suas imagens de marca.
No segmento premium, a Xiaomi tem nesta altura o Mi 6 e o Mi Mix 2, sendo que o primeiro já está com alguns meses de mercado. O Mi Note 3 acabou por não ser o smartphone que se esperava, muito devido à utilização do Snapdragon 660, no lugar do esperado 835. Esta opção, acabou por retirar o Mi Note 3 do segmento premium, passando o mesmo para a gama média, facto que não caiu bem junto da comunidade de fãs da Xiaomi.


O modelo que agora apareceu no Geekbench, apresenta um conjunto de especificações de topo, pelo que a marca chinesa deverá estar a preparar o lançamento de um novo terminal para o segmento premium. O GPU Adreno 540 e uma velocidade de funcionamento de 2,4GHz revelam um Snapdragon 835, que está acompanhado por 6GB de RAM e 256GB para armazenamento. O ecrã de 5,6" está mais na zona do Mi Note 3 (5,5") do que do Mi 6 (5,15"), pelo que este Chiron poderá ser o Mi Note 3 Pro porque muitos fãs da Xiaomi esperavam.

0 comments:

Publicar um comentário