03/06/2020

03/06/2020

Venda de smartphones cai 20% - Huawei foi a mais penalizada com 27%


O primeiro trimestre de 2020 está a ser um desastre para os fabricantes de smartphones, com quebra de 20% nas vendas e onde o fabricante mais penalizado é a Huawei, com menos 27% e a excepção à regra é a Xiaomi, que conseguiu manter-se em terreno positivo.


O efeito do Covid-19 não se tem feito sentir apenas nos hospitais e número de mortos por todo o mundo. As suas consequências espalham-se como um tsunami por todos os demais sectores, e os smartphones não são excepção. Segundo as estatísticas da Gartner assistimos a uma redução de 20% nas vendas no primeiro trimestre face ao mesmo período do ano passado.


Todos os vendedores de topo foram afectados com quebras superiores a 20%, com apenas uma excepção (a Xiaomi, que conseguiu crescer 1.4%) e outra empresa que ficou um pouco menos mal (a Apple, que só teve uma quebra de 8.2%). Tudo o resto foi desastroso: Samsung com quebra de 22.7%, Huawei com 27.3%, e Oppo com 19%.

Tal como tínhamos referido num artigo passado, o impacto nas vendas do Covid-19 até vem em boa altura para a Huawei, já que assim pode atirar a culpa da redução nas vendas para esta crise em vez de ter que lidar com o facto disso poder ter sido causado / agravado pela falta de apps da Google nos seus novos smartphones.

Vai ser interessante ver que tácticas os fabricantes vão utilizar para revitalizar as vendas: se através de novos modelos que sejam suficientemente apaixonantes para atraírem os consumidores neste período de incerteza económica global; se através de um reajuste dos preços para patamares mais realistas. Mas infelizmente, parece-me que nenhum deles esteja disposto a baixar os preços, pelo menos até que as coisas fiquem tão graves que já não haja qualquer outra opção.

0 comments:

Publicar um comentário