20/03/2017

20/03/2017

Messenger Day não está a correr tão bem quando o Facebook desejava

Lembram-se de quando o Messenger era uma ferramenta de conversação dentro do Facebook? Desde então o serviço tem crescido e crescido... e agora parece ter pretensões de se tornar numa própria rede social alternativa... e no processo destruindo aquilo que se esperava dele: de ser um serviço de mensagens.


O crescimento do Facebook Messenger ao longo dos anos tem sido aparente, ao ponto do Facebook já nem sequer o integrar na sua app principal e pedir aos utilizadores que utilizem a app específica do Messenger (leia-se: exigir!)

Mas agora, na contínua tentativa de copiar todas as funcionalidades e características dos serviços concorrentes, o Messenger ganhou uma funcionalidade de partilhar o dia e/ou seguir o dia das pessoas que achamos interessantes. Um pouco ao estilo das Storys no Instagram, mas que aqui podem criar mais confusão e atrito do que seria desejável. Ao contrário do Instagram, concebido de raiz como uma ferramenta de partilha com o mundo, o Messenger é uma app de mensagens que essencialmente lida com mensagens privadas.

Com o Messenger Day, um pequeno deslize pode fazer com que uma foto privada destinada apenas para uma determinada pessoa vá parar às imagens "do dia" que serão partilhadas com muitas mais pessoas - e os utilizadores nem sequer têm forma de escapar a isso ou desactivar essa "funcionalidade".

... Por algum motivo o Facebook também já criou um Facebook Messenger Lite; mas não deixará de ser um pouco constrangedor que se chegue a um ponto em que a melhor forma de utilizar um serviço seja recorrer unicamente às apps "lite" que disponibiliza... uma vez que as suas apps principais se tornaram gigantescos monstros disformes que já fazem tanta coisa para além daquilo que deveriam fazer, que já se toram praticamente impossíveis de gerir.

Publicado originalmente no AadM

0 comments:

Publicar um comentário