25/03/2017

25/03/2017

Qualcomm impediu a Samsung de vender os Exynos a terceiros


A Samsung soube tirar partido da sua posição, ao conseguir um exclusivo temporário para utilização do Snapdragon 835 nos seus novos Galaxy S8. Esta decisão acabou por favorecer a Samsung, que assim conseguiu impedir as suas concorrentes Sony e LG de terem acesso imediato ao melhor CPU da Qualcomm. Quem se deve ter ficado a rir no meio disto tudo,  terá sido a Huawei, que apostou no desenvolvimento do seu Kirin, actualmente em grande destaque com o Kirin 960.

O Exynos da Samsung tem vindo a ser utilizado maioritariamente no mercado americano, como forma de resolver as questões de compatibilidade do modem, com as redes dos operadores americanos. A Meizu, no Meizu Pro 5, utilizou o mesmo Exynos que a Samsung aplicou em algumas versões do Galaxy S6 e Note 5.

Com o Seu Exynos 8895 a ser capaz de bater o Snapdragon 835, é de acreditar que houvesse alguns candidatos para utilizar o CPU da Samsung nos seus smartphones e tablets. Pois bem, se os havia, podem começar a procurar alternativas, pois a Qualcomm acabou por devolver o miminho da Samsung, ao bloquear a venda de Exynos a terceiros.

Num mercado supostamente livre, estas situações não deveriam acontecer, mas pelos vistos, os interesses comerciais acabam por se sobrepor ao real valor dos produtos. Quem fica a perder é o cliente, que deixa de ter acesso alargado ao melhor hardware do momento.

0 comments:

Publicar um comentário