03/10/2017

03/10/2017

Xiaomi quer chegar aos 30 milhões de smartphones no 4º trimestre


A Xiaomi conseguiu enviar 10 milhões de smartphones para o retalho durante o mês de Setembro e o seu fundador e CEO, Lei Jun, não teve qualquer receito em anunciar os seus objectivos até final do ano: 30 milhões de unidades, ou seja, mantendo os 10 milhões de smartphones por mês.


 Este objectivo é deveras ambicioso, pois até agora a Xiaomi ainda não tinha conseguido atingir a marca dos 10 milhões de unidades num mês, tendo em Setembro e pela primeira vez, obtido este resultado. Caso a marca chinesa consiga atingir este objectivo, é provável que consiga chegar aos 100 milhões de unidades em 2017, ultrapassando a previsão para este ano, que estava nos 80 milhões de unidades.

Há relatórios que apontam para 60 milhões de smartphones enviados para o retalho em 2017 e de acordo com a Digitimes Research, a Xiaomi conseguiu atingir os 23,16 milhões de unidades no segundo trimestre de 2017 e a sua previsão, é que este resultado tenha melhorado no terceiro trimestre. Se lhe juntarmos os tais 30 milhões, é bem provável que a Xiaomi chegue aos 100 milhões de smartphones.

Para reforçar esta ideia, temos o facto de o CEO da Xiaomi referir que a procura continua a superar em larga margem a sua capacidade de produção, o que leva a que alguns dos seus smartphones se encontrem sem stock. O segundo lugar nas vendas na China, acompanhado de igual posição na Índia, são uma boa explicação para este facto, o que nos leva a pensar como seriam as vendas caso a Xiaomi chegasse oficialmente ao mercado Ocidental.

0 comments:

Publicar um comentário