18/01/2018

18/01/2018

HTC apostou em processador com dois anos para o novo U11 Eyes



Numa altura em que a Qualcomm está a desenvolver o Snapdragon 670, ver a HTC a apresentar um novo smartphone com o Snapdragon 652, é algo que só pode ser encarado com bastante surpresa e admiração.

Caso não estejam recordados, o Snapdragon 652 foi o processador utilizado pela TCL no Alcatel idol 4S, smartphone que já tem quase dois anos de mercado. Não é que esteja em causa o desempenho desta unidade, até porque a mesma recebeu rasgados elogios, graças à sua prestação no idol 4S, onde tinha de alimentar um ecrã 2K, mas a HTC tinha outras opções disponíveis, que apresentavam algumas vantagens sobre o 652.

O HTC U11 Eyes poderia ter sido apresentado com o Snapdragon 660, ou até quem sabe o 653, mas seguindo aquilo que tem sido uma tendência em outras marcas, o Snapdragon 630 poderia aparecer como uma opção preferencial.

ProcessadorSingle CoreMulti Core
Snapdragon 6308514128
Snapdragon 65214693029
Snapdragon 66016085848
Snapdragon 67018635256
Snapdragon 83519266448

No quadro resumo que apresentámos no artigo sobre o Snapdragon 670, fica claro que o 630 não perde muito para o 652, conseguindo inclusivamente obter um melhor resultado nos testes multi-core. Se a este facto juntarmos os ganhos no consumo energético, fica ainda mais difícil perceber a opção da HTC. O mercado nos dirá se foi ou não uma boa decisão.

0 comments:

Publicar um comentário