09/04/2018

09/04/2018

Kirin de 980 deverá apresentar processo de fabrico de 7nm


A história dos processadores HiSilicon da Huawei remonta aos tempos dos Ascend P2 e P6 com o K3V2, tendo estes dois smartphones sido os primeiros a chegar ao mercado com um cpu HiSilicon. Estávamos então em 2012. Agora passados seis anos, a Huawei tem no Kirin 970 o seu processador com melhor desempenho, o qual deverá conhecer o sucessor lá mais para o final do ano.

A estratégia de lançamentos actualmente definida pela Huawei assenta em dois vectores, software e hardware. No que diz respeito ao software, tem sido o modelo da série Mate a estrear os grandes upgrades da EMUI. Relativamente ao hardware, tem havido uma divisão, com as câmaras Leica a serem apresentadas com o smartphone da série P e o processados Kirin com o Mate.

Segundo o ITHome, a Huawei estará já na fase final dos trabalhos de desenvolvimento do novo Kirin 980, com a produção a começar ainda este trimestre, por forma a estar disponível para o Mate (?) 20. Este processador deverá apresentar um novo processo de fabrico, mais propriamente o TSMC a 7nm, uma melhoria face ao 10nm do Kirin 970.

A concretizar-se, a Huawei irá juntar-se à Samsung, que conseguiu atingir esta marca seis meses antes do previsto. Serão naturalmente boas notícias, pois esta melhoria no processo de fabrico, vai possibilitar um incremento no desempenho e um igualmente importante decréscimo no consumo energético. o que poderá permitir uma autonomia estendida.

0 comments:

Publicar um comentário