10/05/2018

10/05/2018

Xiaomi entra de rompante no mercado Europeu


As vendas de Smartphones na Europa, registaram um decréscimo de 6,3% no primeiro trimestre, quando comparadas com o mesmo período do ano anterior, tendo este sido o trimestre a registar a  maior quebra. Segundo a Canalys, a saturação dos marcado vai levar a que as marcas tenham de se adaptar a uma nova fase, onde o crescimento será reduzido.


A Samsung manteve o primeiro lugar, com 15 milhões de smartphones, mas comparativamente ao ano anterior, registou um resultado 15,4% inferior. O elevado preço do Galaxy S9, associada a uma antecipação da chegada ao mercado e um valor médio de vendas superior, permitiram um aumento de 20% no valor dos smartphones enviados para o retalho.

iPhone X vende milhões mas é a Xiaomi que está em destaque.


A Apple conseguiu contrariar a tendência do mercado, não tendo contudo evitado um decréscimo de 5,4%, com 10,2 milhões de unidades. O iPhone X conseguiu 25% deste valor, tendo sido o smartphone com maior número de unidades enviadas para os retalhistas.

Com um crescimento de 38,6% e 7,4 milhões de unidades, a Huawei assegurou o terceiro lugar, com a série P a chegar ao milhão de unidades. Neste resultado, não está incluída a nova série P20, fruto da sua data de chegada ao mercado.

Xiaomi e Nokia completam o lote das 5 empresas com melhores resultados. Há naturalmente de ter em conta o facto de que estes dois OEM só recentemente entraram no mercado Europeu, sendo que a Xiaomi só o fez oficialmente no final do ano, mas mesmo assim, já com resultados verdadeiramente impressionantes.

Aguarda-se portanto com elevada expectativa os resultados do segundo trimestre. Serão a Xiaomi e HMD-Nokia capazes de bater os pesos pesados do mercado móvel?

0 comments:

Publicar um comentário