17/08/2018

17/08/2018

Google clarifica texto no Location History, mas continua a guardar os dados da nossa localização

O apetite da Google por todo o tipo de informação sobre os utilizadores volta a estar na mira das críticas, com o registo da localização dos mesmos a ser feito mesmo que desliguem Location History.


Os utilizadores que desligarem o "Location History" pensando que ficarão a salvo do tracking da localização feita pela Google, poderão ficar surpreendidos ao descobrir que isso continua a ser feito, a não ser que desactivem também o "Web & App History".


É certo que a Google diz que não faz segredo de que a localização dos utilizadores continua a ser recolhida; mas de qualquer forma, ao desactivar o Location History muitos utilizadores poderão ser levados a pensar de que estão a desactivar o registo da sua localização - coisa que não corresponde à realidade. E o facto de se ter que ir a uma opção que nenhuma referência directa parece ter com localização, em nada ajuda a que não possam surgir suspeitas de que estas opções estão deliberadamente separadas de modo a que esse registo continue a ser feito.

... Pelo outro lado, quem for utilizador dos serviços da Google e desactivar ambos os serviços, irá ser "penalizado", ao perder acesso às coisas a que está habituado a ter, como o histórico/sugestões das pesquisas recentes no Google Maps, etc.

Um salto ao My Activity da Google permite ver a assustadora quantidade de dados que a Google recolhe sobre nós, assim como desactivar esta recolha de dados se assim o entenderem (através do Activity Controls na coluna lateral).


Google apressa-se a clarificar texto no Location History


A constatação de que desactivar o Histórico da Localização na Google não impedia que a Google continuasse a recolher dados sobre a localização dos utilizadores já teve como efeito a alteração da anterior explicação que induzia os utilizadores em erro.

Embora a Google tivesse dito que não fazia segredo de que a desactivação do Location History não impedia que dados da localização continuassem a ser recolhidos, o que é certo é que o texto utilizado dava precisamente essa ideia - sendo algo que a Google se apressou a rectificar após a notícia acima referida.


Anteriormente, a explicação que acompanhava o desligar do histórico dizia apenas que com esta funcionalidade desligada deixariam de ser guardados os locais onde se fosse, e que isso se aplicaria a todos os equipamentos associados à conta Google respectiva. Algo bastante simples de entender mas que criava uma ideia completamente errada, pois essa localização continuava a ser guardada através de outra funcionalidade que parecia nada ter a ver com localização: o Web & App History.

Agora, a Google alterou o texto para algo bem mais realista, dizendo que a definição do Location History não afecta outros serviços de localização no dispositivo, e que dados sobre os locais podem continuar a ser guardados através dos serviços de pesquisa e mapas. Não vai ao ponto de referir expressamente que isso poderá ser desactivado no Web & App History, mas é bem melhor que a versão anterior.

0 comments:

Publicar um comentário