08/08/2019

08/08/2019

Samsung renova linha Note com dois novos smartphones



O estilete está de volta e desta vez, regressa em dose dupla, com a Samsung a apostar não em um, mas sim em dois novos smartphones Note, procurando desta forma alargar a sua oferta, para os fãs da S-Pen.





Os Note 10 e Note 10 +, partilham entre si algumas características, mas acabam por ser equipamentos distintos, até porque existem algumas diferenças nas dimensões e design dos dois smartphones. O Note 10 é bem mais compacto, quase não parecendo um phablet, com 71,8 x 151,0 x 7,9mm e 168g. Já o Note 10 + apresenta dimensões um pouco maiores, com 77,2 x 162,3 x 7,9mm e 196g.




Estas dimensões têm impacto directo no ecrã, com o Note 10 a vir equipado com um AMOLED Infinity-O HDRIO+ de 6,3" (resolução 2280x1080 - 401ppi), ao passo que o Note 10 +, tem um ecrã com 6,8" (3040x1440 - 498ppi). Trata-se de apenas meia polegada, mas é o suficiente para permitir a apresentação de mais conteúdo, o que poderá ser uma vantagem para quem não se importa de ter um smartphone um pouco mais comprido, sendo que a largura pouco difere, com os 5,4mm a parecerem muito menos do que realmente são.




Esta situação deve-se em parte ao acabamento lateral, com o vidro traseiro do Note 10 + a quase que beijar o vidro frontal, o que permite ter um acabamento arredondado, que se torna bastante mais confortável na mão do utilizador.

A bateria é um dos elementos que também acaba por sair beneficiado com o aumento das dimensões do smartphone. O Note 10 tem uma bateria de 3500mAh, o Note 10 + ganha 800mAh extra, apresentando uma bateria de 4300mAh. Ambos os modelos suportam carregamento rápido até 45W, que segundo a marca, garante carga para um dia em 30 minutos. Caso pretendam usufruir desta funcionalidade, terão de contar um carregador que tenham disponível para o efeito, pois o carregadro que acompanha o Note, não apresenta esta capacidade de carregamento rápido.



A versão "Eurpeia" recebe mais uma vez um processador Exynos, mas precisamente o Exynos 9825, um octa-core produzido com uma tecnologia de 7nm. Segundo a Samsung, quando comparado com o anterior modelo, o novo Exynos é 33% mais rápido nos cálculos do cpu e 42% no GPU, algo que poderá ajudar a esquecer o Snapdragon 855 que vai estar disponível do outro lado do Atlântico.




Em termos de câmaras, aposta da Samsung vem na linha do apresentado na série Galaxy S10, com os dois smartphones a partilharem uma tripla de câmaras, que no caso do Note 10 + recebe um upgrade, com um quarto sensor. O Note 10 tem um sensor Ultra Wide: 16MP f/2.2 (123º), outro Wide-angle: 12MP 2PD AF f/l.5-F2.4 OIS (77º) e um terceiro Telephoto: 12MP f/2.1 OIS (45 º). O Note 10 +, além desta tripla, apresenta uma câmara TOF VGA DepthVision f/l.4 (72º). A câmara frontal é igual nos dois modelos, com a Samsung a apostar num notch "gota de água", para alojar o sensor com 12MP 2PD AF f/2.2 (80º).

A Samsung reforça a sua aposta no vídeo, apresentando duas funcionalidades interessantes. É possível filmar com o fundo desfocado, havendo várias opções disponíveis, com os resultados na sessão de testes que efectuámos, a serem muito interessantes. Destaque ainda para a possibilidade de isolar o som de um vídeo, através da função de zoom, com o som a ficar restringido à área focada, algo que será muito útil em apresentações ou locais muito movimentados.




 Para que tal seja possível, a Samsung instalou um micro, junto da câmara traseira, que tem como objectivo captar o som da área a filmar.


No que diz respeito a sensores, os dois novos Note 10 apresentam acelerómetro, barómetero, sensor de impressão digital ultrasónico sobre o ecrã, sensores giroscópio, geomagnético, hall e proximidade. A SPen tem um sensor de 6 eixos com giroscópio e aceleração.

Em termos de conectividade, há mais uma vez partilha de especificações, com Wi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac/ax (2.4/5GHz), VHT80 MU-MIMO, 1024QAM até 12Gbps Download/Upload, Bluetooth v5.0, ANT+, USB Type-C, NFC e localização (GPS, Galileo e Glonass). O jack de 3,5mm, deixa de fazer parte das opções disponíveis nos novos Note 10.

Corre, como esperado, Android 9 Pie e apresenta a já conhecida interface One UI, agora na versão 1.5, cada vez mais polida e leve, como se deseja. O reconhecimento de escrita é um dos destaques, mas os resultados, pelo que foi possível observar, são ainda mistos, ficando por vezes abaixo do desejável.




A S-Pen ganha também novas funcionalidades, para além de permitir tirar fotografias. Passa agora a ser possível alterar o modo de captura, mudar de câmara e ainda fazer zoom, isto através da execução de gestos.




A escolha das cores foi particularmente feliz, com o rosa e o prateado a constituírem-se como opções visualmente bem conseguidas, que no entanto não vão conseguir disfarçar o impacto das dedadas no vidro. O Note 10 vai estar disponível em preto, rosa e prateado, cores que recebem Aura na designação, para tornar a coisa mais pomposa. O Note 10 + com 256GB estará disponível em preto e branco (aura...) e a versão com 512GB, apenas em prateado.

No que diz respeito a preços, o Note 10 tem um PVP recomendado de 979€, com o Note 10 + a aparecer num intervalo de preço um pouco acima, com os 256GB de armazenamento a custarem 1129€ e os 512GB, 1229€. A chegada ao mercado, está prevista para 23 de Agosto.

A terminar, os nossos agradecimentos à Samsung Portugal, que nos permitiu contactar em primeira mão com os novos smartphones da série Note 10.


Galeria de imagens:













0 comments:

Publicar um comentário