11/09/2020

11/09/2020

Huawei revela HarmonyOS 2.0 com smartphones como objectivo


Cada vez mais bloqueada pelos EUA, a Huawei avança com um ambicioso plano para se tornar na terceira plataforma mundial, alternativa ao Android da Google e iOS da Apple, e com abrangência a todos os níveis.


Com o bloqueio de acesso às apps e serviços da Google, a Huawei desde logo investiu nos seus próprios HMS e AppGallery, que diz já ser a terceira maior plataforma do mundo, com quase 500 milhões de utilizadores mensais e 1.8 milhões de developers. No entanto, se por agora isso ainda assenta no Android, o futuro apontado pela Huawei é a de transitar completamente para o seu HarmonyOS, que até contará com uma vertente OpenHarmony, ao estilo do que acontece com o Android e o AOSP (Android Open Source Project).


Ao longo de quase 3 horas(!) a Huawei falou sobre as suas intenções e o que está a preparar para o futuro, numa ofensiva global e abrangente. Não estamos a falar apenas de smartphones, mas sim de um mega ecossistema que vai dos acessórios com processo de detecção e configuração automático, automóveis, smart homes, televisores, jogos, inteligência artificial, realidade aumentada, e tudo o mais que se possa imaginar.

Se dúvidas houvesse quanto à possibilidade do HarmonyOS ser apenas uma forma de pressão negocial para conseguir manter o acesso ao Android da Google, agora fica clarificado que não é esse o caso. No entanto, há ainda muitos obstáculos que a Huawei tem que enfrentar, sendo que ainda recentemente se teve a notícia de que um número crescente de fornecedores estão a cortar o acesso à Huawei, por imposição dos EUA, impedindo que tenha acesso a coisas essenciais como chips de memória, ecrãs, etc.


0 comments:

Publicar um comentário