21/10/2020

21/10/2020

Spotify proíbe apps de transferência para serviços concorrentes

Demonstrando que as empresas só se preocupam com o seu próprio umbigo, temos o caso do Spotify que proíbe que sejam criadas apps que facilitem o processo de transferência das suas músicas e playlists para serviços concorrentes.

Os criadores da app SongShift, que facilita o processo de transferência de playlists entre diferentes serviços de música, recebeu um aviso preocupante do Spotify, que basicamente ameaçou que lhes iria remover o acesso à sua API, caso não removessem a opção de transferir dados do Spotify para serviços de música concorrentes.

O caso torna-se particularmente pertinente, pois o Spotify está também em luta contra a Apple por aquilo que diz ser abuso de posição dominante; e neste caso, poderá argumentar-se que é precisamente o que está a acontecer em relação ao próprio Spotify.

Deveria estar mais que garantido que os utilizadores / clientes deverão ter direito aos seus dados e de os guardar ou transferir para novos serviços. E, para além de ser bastante estranho que neste caso se tenha uma empresa europeia a fazer exactamente o oposto, o caso torna-se ainda mais ridículo por o Spotify em nada se sentir incomodado que a app em questão continue a permitir transferências em sentido oposto, de dados de outros serviços para o Spotify.

Uma péssima jogada por parte do Spotify, que bem mereceria que desta vez fosse ele alvo de uma queixa contra abuso da sua posição dominante sobre os dados que deveriam pertencer aos utilizadores e clientes.

0 comments:

Publicar um comentário