12/07/2016

12/07/2016

Lenovo renova gama de entrada com o Vibe C2

Os topo de gama são sempre os smartphones mais desejados, mas a carteira não estica e por isso mesmo há que ajustar a necessidade à disponibilidade financeira. É aqui que a gama média e de entrada têm um papel fundamental, amplamente aproveitado pelos fabricantes para vender milhões de unidades.
A Lenovo está nesta fase a lançar os primeiros smartphones desenvolvidos internamente após a aquisição da Motorola. Depois dos Moto G4, temos agora mais um lançamento, se bem que envolto ainda em alguma confusão.

O Lenovo Vibe C2 está a ser visto por alguns meios como o Moto E 2016, mas não há ainda por parte da Lenovo uma clarificação relativamente a este aspecto. Manter-se-ão os Vibe para o mercado Oriental e os Moto para o Ocidental? Ou pelo será que para a gama de entrada ficaremos apenas com os Vibe a nível global?

O Moto E 2015 (2ª geração), apesar de um hardware limitado, foi um equipamento muito interessante, tendo eu inclusivamente adquirido uma unidade para uma das minhas miúdas. O facto de estar a correr Android 6.0 Marshmallow representa valor acrescentado e marca mais uma vez pontos a favor da Motorola Lenovo.

O Vibe C2 apresenta uma evolução em termos de resolução do ecrã, passando para o HD com 294ppp. O processador é agora um Mediatek MT6735, uma unidade já muito batida em termos de mercado. Mantém um curto GB de RAM, o armazenamento vem com 8GB, mas poderá ser disponibilizada uma versão com 16GB.
A câmara traseira Sony tem 8MP 1/4″ com LED flash. A frontal fica-se pelos 5MP. Tem suporte para rede 4G LTE e apresenta-se com uma bateria de 2750mAh.

Agora resta-nos esperar para ver se é este Vibe C2 que chega a Espanha. Sim, porque por cá, a Motorola/Lenovo continua a ficar do outro lado da fronteira.

0 comments:

Publicar um comentário