20/04/2018

20/04/2018

Android Oreo ainda não representa 5% da distribuição Android


A Google tem por hábito disponibilizar mensalmente as estatísticas de distribuição do Android, mas tal não aconteceu em Março, com o gigante americano a não explicar a razão para este facto. Tivemos de esperar até 16 de Abril para ficar a conhecer os números actualizados da plataforma Android e como podem adivinhar, não há novidades de monta.


Enquanto aguardamos pacientemente que o Project Treble comece a dar resultados, há que penosamente esperar pelas boas intenções dos fabricantes, que por norma demoram eternidades a disponibilizar os updates do Android. A 16 de Abril, os números da distribuição do Android eram os apresentados na tabela em baixo.

VersãoDesignaçãoAPIFevereiroAbrilDiferença
2.3.3 -
2.3.7
Gingerbread100.3%0.3%0%
4.0.3 -
4.0.4
Ice Cream Sandwich150.4%0.4%0%
4.1.xJelly Bean161.7%1,7%0%
4.2.x172.6%2.2%-0.4%
4.3180.7%0.6%-0.1%
4.4KitKat1912.0%10.5%-1.5%
5.0Lollipop215.4%4.9%-0.5%
5.12219.2%18.0%-1.2%
6.0Marshmallow2328.1%26.0%-2.1%
7.0Nougat2422.3%23.0%+0.7%
7.1256.2%7.8%+1.6%
8.0Oreo260.8%4.1%+3.3%
8.1270.3%0.5%+0.2%

Como curiosidade, o facto de os três primeiros lugares não terem registado alterações, facto que muito provavelmente se deve à reduzida percentagem que ainda conservam. O KitKat ainda se mantém acima dos 10% e o Android Lolipop e Marshmallow continuam a representar o grosso das instalações.

O Android Nougat é ainda a versão com maior implementação, isto quando o Android Oreo não conseguiu chegar aos 5% de mercado. Está nesta altura no 4,6%, isto depois de ter subido 3,5% em mês e meio.

Se tivermos em conta que o Android 8 foi lançado há 8 meses e tem nesta altura uma expressão tão reduzida, o melhor mesmo é não esperar por grandes melhorias nos próximos meses. Há que acreditar no Project Treble e por um melhor desempenho das marcas. No caso destas últimas não fazerem o seu trabalho, teremos sempre a comunidade de developers a mostrar o caminho, embora esta nunca deva ser a solução para este problema.

0 comments:

Publicar um comentário