24/09/2018

24/09/2018

Huawei acredita que o seu Kirin 980 vai conseguir ser mais rápido e eficiente que o A12 Bionic da Apple


A Huawei aproveitou a IFA 2018, para apresentar oficialmente o seu novo processador Kirin 980. Este novo cpu da HiSilicon, vai ser utilizado pela primeira vez na série Mate 20, que tem data de apresentação marcada para meados de Outubro, num evento a ter lugar em Londres.


O Kirin 980 apresenta uma arquitectura com 3 clusters, um com dois núcleos A76 a 2,6GHz para alta performance, outro com dois núcleos A76 a 1.92GHz para um desempenho sustentado e um terceiro com 4 núcleos A55 a 1.8GHz, para eficiência energética. Este vai ser um dos primeiros processadores a tirar partido do processo de fabrico de 7nm, coma produção a ficar a cargo da TSMC (Taiwan Semiconductor Manufacturer Company).


A passagem dos 10 para os 7nm deverá permitir  um aumento de 20% no desempenho e uma poupança de 40% no consumo energético face ao Kirin 970 de 10nm. Quando comparado com este último, o novo Kirin 980 deve conseguir ganhos até 75% superiores em termos de desempenho, com a GPU a possibilitar um rendimento até 46% superior.

A confirmarem-se, estes resultados são indicadores de um desempenho global de grande qualidade, algo que parece ser suficiente para que a Huawei não tenha receio em considerar o Kirin 980 superior ao A12 Bionic da Apple.

Haverá no entanto que aguardar pela apresentação oficial do Mate 20, altura em que poderá ser feita uma comparação directa com o processador utilizado nos novos iPhone. Tendo em conta o facto de que a Apple controla tanto o hardware como o software, o nível de eficiência tem-lhe sido sempre muito favorável, pelo que ter o Mate 20 e o seu Kirin 980 a superar o desempenho do iPhone, será  um facto digno de registo. A ver vamos ser tal se confirma.

0 comments:

Publicar um comentário