08/03/2019

08/03/2019

Xiaomi vai aumentar (ligeiramente) o preço dos seus smartphones para melhorar a qualidade dos mesmos


O preço tem sido um dos mais fortes argumentos da Xiaomi para vender smartphones. A relação qualidade preço dos seus terminais dificilmente tem resposta à altura no mercado, razão pela qual a marca chinesa consegue vender milhões de smartphones por este mundo fora.

Esta situação poderá contudo sofrer alterações a breve prazo, com o Lei Jun, CEO da Xiaomi  a pretender apostar numa nova estratégia. Segundo homem forte da Xiaomi, a marca não pode continuar a vender smartphones abaixo de 3,000 yuan (~400€), valor muito próximo do que está a ser praticado na venda do Xiaomi Mi 9 (na China).

Este aumento de preço, visa descolar a marca de uma imagem de quem vende smartphones baratos (~250€), o que muitas vezes é associado a uma baixa qualidade dos produtos. A aposta da Xiaomi passa por "investir mais em investigação e desenvolvimento, por forma a conseguir apresentar melhores produtos".

Foi precisamente esta a mensagem passada internamente, com o CEO a referir que esta poderá ter sido a última vez em que a Xiaomi lançou um smartphone topo de gama, abaixo dos 3,000 yuan (~400€) - preço na China. "Os nossos smartphones poderão ver o seu preço aumentar, não muito, mas ficarão um pouco mais caros", referiu o Sr. Lei Jun.

O Xiaomi Mi 9 começa nos 2,999 yuan (~400€) para o modelo de 6GB/128GB, com a Europa a ter de pagar 449€ pela versão com 6GB/64GB. Comparando o preço na China, com o valor a que foi lançado o Xiaomi Mi 8 2,699 yuan (~350€), este aumento é algo que se poderá  justificar com as melhorias de hardware apresentadas no Mi 9.

E como fica a questão dos 5% de lucro?

Esta questão do aumento de preço dos smartphones da Xiaomi, fez desde logo soar os alarmes pela internet fora, pois a marca assumiu que nunca iria ultrapassar a marca de 5% na margem de lucro. Ao falar-se de um aumento de preço, houve logo meio mundo a trazer esta questão para a discussão.

Pode efectivamente dar-se o caso de a Xiaomi estar a dar uma de OnePlus, mas não temos nesta altura dados que nos permitam retirar esta conclusão. O aumento de preço não foi divulgado e mais importante que esta subida, é saber qual o lucro que a Xiaomi esta actualmente a obter na venda dos smartphones.

Pode até mesmo dar-se o caso de a marca não estar a obter lucro em todos os modelos de smartphone colocados no mercado, pelo que teremos de aguardar pelo lançamento do próximo topo de gama e nessa altura, questionar a Xiaomi sobre a questão dos 5% de lucro.

0 comments:

Publicar um comentário