16/04/2019

16/04/2019

6 Dicas para protegerem a vossa rede wireless


As redes wireless são uma presença constante nas nossas vidas, razão mais do que suficiente para que se tomem as devidas precauções, no sentido de evitar problemas indesejados. Com as dicas que hoje partilhamos, podem garantir uma rede mais fiável e segura, protegendo a informação e os equipamentos na rede.



As melhores dicas para proteger a sua rede wireless
 
A sua rede sem fios pode estar mais permeável do que julga. A TP-Link definiu as dicas fundamentais para proteger os seus dispositivos e informação
 
 A rede sem fios é muito útil e democratiza o acesso à internet por toda a casa, permitindo que todos os utilizadores e dispositivos acedam à maior das redes sem dificuldade e com toda a segurança. Mas garantir que a rede wireless está protegida depende não apenas de bom senso, mas também da utilização das funcionalidades que o router coloca à nossa disposição. A TP-Link reuniu algumas dicas essenciais para melhorar a segurança da sua rede wireless.
  
  1. Consola de gestão do router? Só por cabo: é por vezes necessário aceder à consola de configuração do router para alterar definições. Mas quando acede através da rede wireless, os dados são enviados “pelo ar” e podem ser identificados. Quando precisar de aceder ao router, utilize a rede física.
  2. Altere o SSID: o SSID é o nome da sua rede. Geralmente, os routers incluem nomes de rede por defeito e que estão mais vulneráveis a quebras de segurança. Quanto estiver a configurar a sua rede sem fios, altere o nome da mesma para um SSID que seja único.
  3. Uma rede só para si: se o seu router o permitir, crie uma rede Guest (convidado) para facultar a amigos ou familiares quando o visitam. Mantenha a rede principal apenas para si e para os equipamentos que já estão registados, eliminando potenciais ameaças trazidas pela utilização de dispositivos de outras pessoas.
  4. Encriptação é palavra de ordem: a encriptação da chave de rede é essencial para garantir a segurança da rede sem fios. Defina uma palavra-passe para o modo WPA2 AES e pense numa password que evolva números, letras e caracteres, para ser mais robusta.
  5. Ligue a firewall do router: a firewall examina o tráfego de rede e bloqueia dados e pedidos de acesso que possam ser potencialmente perigosos. Aproveite a firewall do router, que é mais uma camada de segurança. Está a bloquear os seus jogos online? Tem sempre a hipótese de recorrer ao reencaminhamento de portas.
  6. Atualize o firmware: o nível de segurança do router e a sua robustez enquanto protetor da rede sem fios depende em grande parte de atualizações de firmware. Confira no site do fabricante (TP-LINK) periodicamente a existência de atualizações de software que possam eliminar falhas ou reforçar as funcionalidades do router. Analise sempre a zona a que se destina o firmware (EU, US, etc.), a versão disponibilizada e certifique-se de que faz o download para o equipamento certo, verificando atentamente o nome.
 

0 comments:

Publicar um comentário