28/04/2019

28/04/2019

ZenFone 6 vai definir o futuro dos smartphones para a Asus


A Asus é um dos históricos do mercado tecnológico, estando presente em diferentes segmentos de mercado, tendo até adaptadores powerline, que por sinal apresentam um excelente nível de desempenho. Como não acreditava que a marca comercializava este tipo de produtos, fui convidado a testar um PLC Asus, tendo ficado muito bem agradado com a prestação do produto.


As motherboards e mais recentemente os PCs, acabam por ser as áreas onde a marca de Taiwan tem maior exposição, fruto do longo historial de produtos lançados ao longo dos anos. Quem não se lembra dos conflitos de IRQ nas motherboards? Era certinho, calhava-me sempre na rifa :/.

A Asus, por opção própria, diga-se, chegou tarde ao mercado dos smartphones. Os EeePC primeiro, e mais tarde os tablets, concentraram as atenções da marca. O facto de o seu primeiro "smartphone" ser um 2 em 1, acabou por nem ser uma grande surpresa, mas o produto estava muito à frente daquilo que o Android podia dar, o que acabou por por limitar o sucesso do PadFone (2012). Mais tarde, seguiu-se-lhe um tablet que também era um telemóvel, algo que hoje em dia acaba por ser quase normal, com os smartphones a apresentarem ecrãs muito próximo das 7" que o FonePad apresentava (2013).

A evolução dos ZenFone

Quando decidiu apostar no mercado dos smartphones (2014), fê-lo de uma forma algo confusa, lançando vários smartphones ao mesmo tempo, que acabaram por levar meses a chegar ao nosso mercado, havendo mesmo alguns que nunca foram comercializados por cá.

A aposta teve continuação no ZenFone 2 (2015), com os processadores Intel a serem ainda opção para os smartphones Asus. 2016 e 2017 foram anos de evolução com os ZenFone 3 e ZenFone 4 materializada nos processadores Snapdragon e numa aposta na fotografia (We love photo).

Foi no entanto com o ZenFone 5, que a Asus conseguiu dar um salto significativo, muito graças à relação preço/qualidade dos produtos apresentados, onde os 499€ do ZenFone 5Z colocaram em sentido o mercado de gama média alta, ao mesmo tempo que este smartphone mordia os calcanhares de alguns produtos, com preço bem mais elevado.


ZenFone 6 - Câmaras e preço são as grandes incógnitas

A nova série ZenFone 6 (não confundir com o modelo de primeira geração...) vai ser apresentada no próximo mês, com a Asus a optar por fugir (novamente) ao reboliço do MWC de Barcelona, preferindo centrar as suas atenções num evento dedicado, alguns meses mais tarde.

A expectativa é nesta altura elevada, pois o ZenFone 5Z acabou por elevar a fasquia, muito graças ao seu ultra competitivo preço, que acabou por compensar algumas limitações das câmaras. Estes dois aspectos (preço e câmaras), continuam a ser as duas grandes incógnitas relativamente ao novo ZenFone 6.

Irá a Asus reforçar a sua aposta na fotografia, aproximando-se dos níveis de qualidade e versatilidade apresentados pelos concorrentes no segmento premium? Terá esta melhoria um forte impacto no preço de venda do smartphone?

São questões que irão permanecer em aberto durante mais algumas semanas. Há que aguardar pela apresentação oficial dos novos ZenFone 6, para ficarmos a saber qual foi a opção da Asus. Seja ela qual for, será um decisão muito importante, que terá por certo um elevado impacto no futuro da Asus, no mercado de smartphones.

0 comments:

Publicar um comentário