17/07/2019

17/07/2019

Resultados da Huawei sofrem forte queda nos principais mercados europeus


Não se pode dizer que esta seja uma notícia inesperada, bem pelo contrário. A ofensiva do governo americano não poderia ter outro resultado que não este, com a prestação da Huawei em solo europeu a sofrer um forte revês, isto depois de ter conseguido ultrapassar a Apple no segundo lugar do mercado mobile.


Segundo os dados agora apresentados pela Kantar, uma empresa dedicada à análise e investigação dos mercados, o mercado mobile europeu cresceu +0,6% , com os resultados em solo francês a contribuírem decisivamente para os 80,1% de quota do Android.

Apesar deste crescimento, a Huawei não conseguiu evitar uma forte queda nos seus resultados, com a marca chinesa a enfrentar um período bastante negro. No segundo trimestre de 2019, a Huawei sofreu uma série de reveses, fruto da sua inclusão na "Entry List" do governo americano, ficando desta forma impossibilitada de adquirir software e hardware às empresas americanas. Este bloqueio dos EUA, não tardou em ter impacto em outras zonas do globo, como foi o caso ARM, com resultados ainda por esclarecer.



Pese embora tenha conseguido um crescimento face ao período homólogo do ano anterior, a quota de mercado da Huawei baixou quase 2% no conjunto dos 5 principais mercados europeus (Reino Unido, Espanha, França, Itália e Alemanha).

Samsung e Xiaomi, são as marcas que mais lucraram com esta situação, com a Apple a registar um crescimento inferior, algo que também aconteceu nos EUA, fruto da chegada de um novo iPhone, até final do presente ano.

São dados de alguma forma preocupantes para a Huawei, que continua envolta num mar de dúvidas, mesmo depois de o Presidente Trump ter anunciado a intenção de agilizar as restrições impostas à marca chinesa. Caso esta situação não ganhe contornos mais esclarecedores, é bem provável que o cenário não se altere, com os resultados a continuarem a cair vertiginosamente.

0 comments:

Publicar um comentário