31/07/2019

31/07/2019

Resultados globais da Huawei cresceram 23,2% no primeiro semestre de 2019


Pese embora esteja a atravessar um período conturbado, a chinesa Huawei consegui manter o ascendente que vinha de 2018, registando um crescimento acima de 20%, nos resultados globais referentes ao primeiro semestre de 2019.

A Huawei anunciou hoje (ontem) os resultados financeiros do primeiro semestre de 2019, período em que alcançou receitas de 401,3 mil milhões de yuans [52,3 mil milhões de euros], um crescimento de 23,2% face ao mesmo período do ano anterior. Neste semestre, a margem do resultado líquido foi de 8.7%.[1]


Liang Hua, Chairman da Huawei, afirmou que a atividade da empresa tem decorrido de forma tranquila e que a Huawei está mais sólida do que nunca. Com uma gestão eficaz e um excelente desempenho em todos os indicadores financeiros, os resultados da Huawei mantiveram-se robustos no primeiro semestre de 2019.


No segmento de negócio Carrier, as vendas do primeiro semestre alcançaram receitas de 146,5 mil milhões de yuans [19,10 mil milhões de euros], com um crescimento contínuo na produção e envio de equipamentos para redes sem fios, transmissão ótica, comunicação de dados, TI e produtos relacionados. A Huawei já assegurou 50 contratos comerciais 5G e enviou mais de 150.000 estações-base para mercados em todo o mundo.


Quanto ao segmento de Enterprise, o volume de negócios da primeira metade do ano chegou aos 31,6 mil milhões de yuans [4,12 mil milhões de euros]. A Huawei continua a desenvolver o seu portfólio em vários domínios, entre os quais se inclui cloud, inteligência artificial, redes de campus, data centers, Internet of Things e computação inteligente. A Huawei continua a ser um fornecedor confiável para clientes do sector público e também do sector privado, em indústrias como serviços financeiros, transportes, energia ou sector automóvel.


Relativamente ao segmento de Consumo, a faturação do primeiro semestre foi de 220,8 mil milhões de yuans [28,78 mil milhões de euros]. As remessas de smartphones Huawei (incluindo telemóveis Honor) chegaram às 118 milhões de unidades, mais 24% quando comparado com o mesmo período de 2018. A empresa também teve um rápido crescimento ao nível dos tablets, PCs e wearables. A Huawei está a alargar o ecossistema de dispositivos, no sentido de oferecer uma experiência inteligente mais integrada nos diferentes cenários de utilização. Até ao momento, o ecossistema dos Serviços Móveis da Huawei tem mais de 800.000 programadores registados e 500 milhões de utilizadores em todo o mundo.


“As receitas cresceram rapidamente até maio”, afirmou Liang Hua. “Dada a base que estabelecemos no primeiro semestre do ano, continuamos a crescer mesmo depois de termos sido adicionados à lista de entidades do governo americano, o que não quer dizer que não tenhamos dificuldades pela frente. Temos e podem afetar o ritmo do nosso crescimento no curto prazo”.


Liang Hua acrescentou: “Vamos manter o rumo. Estamos totalmente confiantes no que o futuro nos reserva e vamos continuar a investir como o planeado – incluindo um total de 120 mil milhões de yuans [15,64 mil milhões de euros] em Investigação e Desenvolvimento neste ano. Vamos superar estes desafios e estamos confiantes que a Huawei vai entrar numa nova fase de crescimento, depois de o pior já ter passado”.


[1]: Os dados financeiros divulgados correspondem a números não auditados e compilados em conformidade com as Normas Internacionais de Relato Financeiro (IFRS).


Convertido em euros usando a taxa de mercado de 30 de junho de 2019, EUR $ 1,00 = CNY0,13.

0 comments:

Publicar um comentário