22/01/2021

22/01/2021

Smartphones LG com fim à vista?

A LG pode ser a próxima marca histórica a desistir do mercado dos smartphone, sendo aparentemente incapaz de regressar aos seus tempos áureos.

Contra factos não há argumentos, e a LG parece não encontrar solução para a sua divisão de smartphones que, ano após ano, é a única a apresentar prejuízos. Depois de na semana passada ter desmentido fortemente uma notícia que dava conta da possibilidade da marca abandonar os smartphones, a LG vem dar o dito por não dito, e confirma que efectivamente está a considerar alterações drásticas na sua divisão de smartphones, e que pode mesmo contemplar o seu encerramento (quase) completo - com os rumores a dizerem que a LG poderá manter o projecto do LG Rollable com o ecrã de desenrolar.

A LG foi responsável por criar smartphones Android icónicos, como os Nexus 4 e Nexus 5, sendo que a partir daí as coisas começaram a ficar tremidas, com o Nexus 5X e Nexus 6 - para além de um preço muito menos apelativo que os modelos anteriores - a acabarem por dar origem a processos devido a problemas de boot loop que afectaram grande parte dos modelos. No entanto, desde essa altura que os seus modelos próprios nunca se conseguiram destacar neste mercado altamente concorrencial, e nada ajudou que a LG tivesse optado por fazer experiências que pareciam ter unicamente o propósito de "ser diferente" sem pensar se efectivamente deveriam ser feitas: coisas como os smartphones com os mini-ecrãs secundários para as notificações; ou até o mais recente LG Wing com o seu ecrã duplo rotativo.
Fala-se da possibilidade da LG sair de cena, mas manter a marca viva, ao estilo do que a Nokia fez, licenciando a utilização do nome a outro fabricante que prefira usar um nome com maior tradição; e dedicando-se apenas a modelos que acabam por ser quase protótipos para servirem de demonstração e publicidade aos seus componentes, como seria o caso do LG Rollable para divulgar o seu ecrã de enrolar e desenrolar. De qualquer forma, será o fim de uma era, e não deixa de ser um pouco frustrante e preocupante que, ao longo de todos estes anos, a LG não tenha conseguido acertar na fórmula que outros fabricantes parecem seguir com facilidade, como a Xiaomi ou Pocophone.

0 comments:

Publicar um comentário