08/05/2018

08/05/2018

Kaspersky Lab partilha dicas para uma password segura


No dia Mundial da Password, a Kaspersky Lab chamou à atenção para a importância da utilização de passwords seguras. Os utilizadores optam  cada vez mais pela padronização de passwords, levando a que estejam expostos a riscos cada vez maiores.


Conscientes destas ameaças as empresas têm exigido diferentes padrões de passwords no momento de registo – letras maiúsculas, minúsculas, números, e até mesmo caracteres. 

“Sabemos que é difícil memorizar todas as senhas de acessos e, por isso, muitas vezes os utilizadores utilizam os sistemas de memorização automática dos navegadores ou a mesma password, só que adaptada para cada site. Um grande erro!”, alerta Alfonso Ramírez, Diretor Geral da Kaspersky Lab Iberia. 

Cerca de 30% das pessoas com contas online cria novas passwords para acessos diferentes; e uma em cada 10 pessoas usa a mesma password para todas as suas contas online. Se a mesma for descoberta, essas pessoas correm o risco de ter cada conta hackeada, o que demonstra que os utilizadores ainda não entendem a importância de criarem passwords mais seguras e difíceis de serem descobertas.




O que deve conter uma password segura?


  • Faça uma password com, pelo menos, 15 caracteres – quanto maior, melhor. 
  • Combine letras, números e símbolos. A maioria dos utilizadores opta por datas de aniversário, lugar de nascimento ou nome dos pais. Contudo, dados como esses são fáceis de serem encontrados na internet, como é o caso do Facebook.
  • Não “recicle” passwords, por exemplo: ‘joão1’, ‘joão2’, ‘joão3’, etc. Crie passwords fortes e exclusivas para contas online importantes como aquelas que estão  ligadas a cartões de crédito que permitem compras automáticas. Opte por um gestor de passwords para guardar os seus códigos de acesso a contas bancários ou outros dados confidenciais.
  • Não altere sistematicamente as suas passwords - Não há necessidade de as alterar regularmente, na realidade não é isso que vai impedir um hacker de as descobrir. Isso apenas dificuldade a sua capacidade de memorizar as novas passwords.
  • Não use palavras estrangeiras, escritas com letras inglesas. Os hackers têm dicionários especiais que contêm este tipo de combinações, por isso, este método não acrescenta qualquer segurança. 
  • Nunca partilhe a palavra-passe com ninguém, bem como o método utilizado para a sua criação. Por exemplo, se um hacker descobrir um utilizador que se aproveita das letras das suas músicas preferidas para criar as palavras-passe, pode analisar o perfil do mesmo nas redes sociais e aceder à conta. 
  • No que toca à partilha de computadores com familiares, as palavras-passe pessoais nunca devem ser reveladas. É preferível criar outra conta de utilizador. Neste caso, não seria uma questão de confiança com a pessoa em causa mas o familiar pode ser persuadido a revelar a palavra-passe ou mesmo fazê-lo acidentalmente. 
  • Não "salve a sua password" – Esta opção oferecida pelos navegadores da Internet pode ser conveniente, mas não é tão segura quanto usar um software de gerenciador de senhas.
  • Utilize um gestor de passwords – caso seja muito difícil fazer manualmente, utilize uma aplicação, como Kaspersky Password Manager, que criptografa e armazena apenas uma senha para todas as suas outras contas, de forma protegida e consolidada.


A dificuldade de escolher e memorizar uma palavra-passe segura é apenas um mito. Há métodos que podem ajudar mas o importante é escolher um conjunto de símbolos e figuras com um significado pessoal. Coisas a não fazer: optar por uma combinação sem sentido e guardá-la em papel, numa drive ou noutro qualquer dispositivo – isto não é seguro. Pode guarda-las num programa especial de armazenamento de passwords como o Kaspersky Password Manager, que também está integrado no Kaspersky Internet Security Multi-Device. 

Saiba mais sobre o Kaspersky Password Manager aqui.

0 comments:

Publicar um comentário