26/07/2018

26/07/2018

Message Quest


Para Frodo em Senhor dos Anéis a ideia era pegar no anel e levá-lo para Mordor para ser destruído. Em Message Quest temos de levar o nosso pequeno mensageiro a entregar um pergaminho ao herói que irá salvar o mundo, numa aventura de auto descoberta muito bonita e interessante.


Esta aventura point-and-click tem alguns puzzles para resolver, mas nada de muito complicado, e portanto é um jogo ideal para jogar com crianças. No entanto qualquer pessoa demorará cerca de uma a duas horas para completar o jogo, se o fizer seguidinho sem pausas.


Aqui temos a história de um mensageiro que não o queria ser, e da sua aventura para entregar um pergaminho ao herói que irá salvar o mundo das forças do mal que o querem destruir. Quando começamos a chegar ao fim percebemos que há uma mensagem muito mais importante a ser passada, e daí ser o jogo ideal para ser jogado com uma criança.


Vamos falar do aspecto gráfico, que é qualquer coisa de espectacular, com todo o mundo a ser apresentado em forma de lindos vitrais, como se estivessemos a visitar uma magnífica catedral. Estes vitrais ganham vida como é óbvio, pois todos os personagens têm vida e tudo é animado. A inspiração nos estúdios Ghibli é óbvia em algumas cenas, o que é muito bem vindo.


Como aventura point-and-click temos de tocar no ecrã para nos movermos e arrastar objectos conforme nos é pedido, e tocar nos balões de texto para os fechar e continuarmos a aventura. Há puzzles que vão surgindo aqui e ali, na sua maioria montar peças separadas para chegar a uma imagem completa, mecânica que vai variando um pouco mas que se mantém no mesmo tema.


Há combates a fazer com alguns "chefes", onde temos de seleccionar as opções de ataque ou defesa conforme a nossa estratégia para vencer o nosso adversário. Aqui ninguém morre como é óbvio, é tudo muito leve e simpático, como se fossem apenas zangas entre as personagens. 


Achei muita piada a algumas referências cinéfilas, especialmente no bar, onde aparecem algumas conversas de filmes famosos de Tarantino, ou o Senhor dos Anéis, por exemplo. Outra coisa digna de nota é a banda sonora, e as vozes espectaculares dos personagens, que não entendemos, mas que parece uma espécie de Esperanto, ou Grego, simplesmente fantástico o áudio do jogo no geral.


Percam uma hora e meia da vossa vida a resolver esta aventura, e depois voltem a jogar com uma criança do lado, onde a deixam resolver os puzzles e viver ela própria a aventura do pequeno Feste, ajudando apenas um pouquinho aqui e ali.


O Message Quest tem uma versão gratuita com publicidade mas neste momento a versão sem anúncios, que habitualmente custa 0,59€ está gratuita, portanto não percam tempo e aproveitem já esta oportunidade.



Por Bruno Ramalho

0 comments:

Publicar um comentário