13/07/2017

13/07/2017

Huawei prepara unidade de processamento que combina CPU+GPU+AI


Quando a Qualcomm se referiu aos seus processadores como plataformas, a comunidade mobile acabou por torcer o nariz, mas atendendo à argumentação que foi apresentada, a marca acaba por ter alguma razão, pois o processador é actualmente uma unidade de processamento com inúmeras funções e sensores, que vão muito para lá daquilo que originalmente foi determinado que seria um CPU.


Os processadores HiSilicon Kirin da Huawei tem sofrido uma evolução notável, que lhes permite nesta altura lutar lado a lado com os Exynos e Snapdragon. A GPU ainda tem que melhorar mais um pouco para estar ao nível do que a concorrência apresenta, mas em termos de processamento puro, a Huawei bater os adversários.

O Kirin 970 é esperado para o Outono, aquando do lançamento do Mate 10, smartphone que segundo o CEO da Huawei vai apresentar novidades na área da segurança, permitindo transacções bancárias. Há no entanto mais novidades em carteira, com um chip a vir instalado nos novos smartphones da marca, com o qual vai ser possível substituir a chave do carro de marcas como a Audi, BMW e Porsche.

Outra das novidades está numa nova unidade de processamento (UP) que vai combinar o CPU, GPU  e funções de inteligência artificial. Esta nova UP deverá ser apresentada durante o segundo semestre e terá como objectivo competir com a Google e Apple no sector da inteligência artificial.

Resta agora saber se tudo isto fará parte do Mate 10, ou se a Huawei vai aguardar pelo lançamento do novo série P para apresentar estas funcionalidades.

2 comentários:

  1. Competir com a Google e com a Apple? Oi competir com a Arm e a Qualcomm?

    ResponderEliminar